PROCURAR

Congresso 2017

  • Presidente Reeleito Eng. António Monteiro
  • Membros da Direção do Partido
responsive jquery slider joomla

Notice: Undefined variable: root in /home/ucidcv/public_html/plugins/content/soccomments/soccomments.php on line 129

Orçamento de Estado para o ano económico 2019

O Orçamento de Estado para o ano económico de 2019 cotado em 71 milhões de contos foi aprovado na generalidade com votos favoráveis da UCID pelo que os Deputados do Partido esperam que o Governo possa absorver as propostas dos Democratas-cristão na votação na especialidade.
 
Os deputados da União Caboverdiana Independente e Democrática (UCID) votaram, de acordo com João Santos Luís, “sim” ao Orçamento para 2019, apesar de o considerar “eleitoralista, despesista” e contempla mais de 600 milhões de escudos para deslocações e estada dos membros do governo “na certeza, porém, de que, na especialidade, este valor será reduzido”.

“Votamos sim ao orçamento de estado de 2019, na generalidade, apesar de sabermos que não contempla, por enquanto, uma solução que resolva a situação precária dos cerca de cinco mil funcionários da administração pública, de todas as instituições do Estado, de Santo Antão à Brava, mas crente de que, na especialidade, o Governo irá levar em conta as nossas propostas neste sentido”, completou.

João Santos Luís disse ainda que votaram a favor deste Orçamento, apesar de o mesmo não indicar uma solução para resolver a problemática da recuperação do poder de compra das famílias cabo-verdianas e mesmo pesando o facto de o Governo ter “falhado” com a sua promessa de aumentar a pensão dos idosos de cinco mil para 7500 escudos e apesar da divida pública em 2019 aumentar em mais de 14 milhões de contos, mas convictos de que o Governo irá assumir outra posição.

“Votamos a favor, por entendermos que nele (no Orçamento) existem algumas medidas de políticas económicas que ao serem efectivamente activados, fará melhorar o ambiente de negócios, possibilitando a criação de riqueza e consequente redução de desemprego, sobretudo na camada jovem (…). Acreditamos que as propostas a serem feitas pela UCID na generalidade serão discutidas e aceites pelo Governo”, finalizou.